E você, está sendo escravo do tempo?

Um Oi para você que estava/está se sentindo sufocada(o)! Um Oi para você que estava/está meio sumida(o)! E um Oi para você que não estava e nem está uma coisa nem outra! Como vocês podem perceber pelo intervalo de 15 dias de postagem, eu me encaixo nas duas primeiras opções. Vou explicar: Não sei se vocês também se sentem ou já se sentiram assim, mas esses dias eu estava cansada, não da rotina, nem dos compromissos, mas da obrigação que nos colocamos com o intervalo de tempo.

Vou explicar mais um pouco: atualmente é comum e necessário (quase como respirar) ter tempo para tudo, intervalos de horas e/ou hora certa para comer, dormir, lazer, acessar a internet, responder aquele e-mail, resolver compromissos. Tudo parece que deve está cronometrado. Se é um dia de folga, por exemplo, você procura resolver o máximo de coisas possíveis em menos tempo, para poder consegui fazer todas as coisas que precisa e que quer fazer. Inclusive para o momento de lazer, descanso e cuidados pessoais. E por mais que acreditemos que isso é um método eficiente para sermos mais organizados e termos uma melhor produtividade, isso cansa! E foi exatamente disto que eu cansei esses dias. Por isso que sumi, cerca de 90% das redes sociais, incluindo blog e e-mail (loucura, eu sei, mas foi necessário!).

Não estou querendo dizer que vou virar uma anti social online (ou offline, sei lá!), apenas estou revendo os meus conceitos, modos, necessidades e prioridades. Estou me dando mine-férias pessoais e liberdade. Tentando deixar de ser “escrava” do tempo cronometrado! A dois dias li uma matéria da Revista Lola Magazine, que falava sobre uma entrevista com um expert em tendências (David Shah), onde o título é: “ESTÁ NA HORA DE PISAR NO FREIO”, e uma parte desta entrevista, foi o ponto chave que me fez achar o melhor modo de explicar sobre o que se passava comigo esses dias, eis ela:

Trecho da Matéria: "Está na hora de pisar no freio", Revista Lola Magazine
Trecho da Matéria: “Está na hora de pisar no freio”, Revista Lola Magazine

Bem, no caso da matéria, eles abriram mão do Facebook. No meu caso, foi diferente, eu faço as coisas quando estou no clima de faze-las. Deixei com esse negócio de café da manhã se toma logo após que se acorda, agora tomo café quando estou com fome, almoço quando estou com apetite, não me importo se for 12h, 13h, 14h… Durmo na hora que tenho sono (menos quando estou no trabalho!), e acordo na hora que me sinto a vontade, mesmo se for 1h depois que o meu despertador toca! Entro na internet quando quiro, e saiu quando quero, mesmo se não fiz tudo que queria/deveria fazer. E eu estou me sentindo bem assim. Por que estou me cobrando menos, alias nem estou me cobrando mais. E estou fazendo as coisas sem peso na consciência, nada de “estou fazendo isso, mas deveria está fazendo aquilo!” e estou tendo bem mais tempo para mim!

Isso não vai durar para sempre e eu não vou me tornar desleixada para com os compromissos, como disse antes, estou avaliando novas possibilidades e revendo meus conceitos, modos, necessidades e prioridades. E aos poucos tudo vai se encaixando e regularizando de um modo mais saudável para mim mesma!

E você, ultimamente está se sentindo escrava(o) do quê!? Já pensou de como pode mudar e/ou melhorar isso!?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s