Qual é o problema das pessoas?!

seja-um-incentivador

[Pausa rápida para trocar uma ideia!] Sabe, pessoas lindas, hoje andei refletindo: “Qual o problema das pessoas?!” Não de um jeito maldoso, sabe, e sim curioso, tipo psicologa analista {risos}.

Acontece que quando eu falo para as pessoas – próximas mesmo: “Tenho 3 gatos de estimação!” ~ “Tenho um blog por hobby!” ~ “Trabalho no plantão da madrugada porque prefiro!” Não todas, porque uma parte me conhece bem e já estão até acostumadas, mas uma grande parte faz aquela cara de *e s s a m e n i n a é d o i d a!* outras comentam “Você está precisando é de um filho!” E me da vontade de responder: “Vocês estão precisando aceitar minha vontade de ser eu e de viver o meu momento atual! #vãoserfeliz!”

E não são APENAS as outras pessoas que se comportam assim sobre fatos de nossas vidas! NÓS também fazemos a mesma coisa, já repararam?!! Do tipo, “você não deveria se comportar desse jeito! Deveria fazer assim!” ~ “Você ainda trabalha no mesmo lugar?! *Não creio!*” ~ “Você deveria mesmo é ter um hobby novo!”, etc. Vocês pegaram a ideia né? Eu mesmo já coloquei a mão na minha consciência e vi que também cometo esse erro! Qual é o NOSSO problema?

Por que não conseguimos aceitar que as pessoas tem gostos e comportamentos diferentes & tradicionais sem querer ditar ou criticar/julgar de algum jeito?! VAMOS MELHORAR GENTE!! Vamos ser felizes e aceitar a felicidade alheia sem se incomodar indevidamente, o que acham? E dizer nossa sincera opinião quando ela de fato for solicitada! – Com jeitinho, tá? 😉

E ai, gostaram da reflexão e da ideia? Espero que sim! 🙂 VAMOS SER FELIZES! ❤

Anúncios

9 comentários sobre “Qual é o problema das pessoas?!

  1. Prefiro gatos a crianças que mal nascem e nos pedem um Iphone aos dois anos; prefiro um blog às ladainhas dessa geração que fala fala fala e não ouve o outro.

    Sim, sou rabugenta ❤ kkkkkk

  2. Eu julgava muito as pessoas há um tempo atrás,tipo,algumas amigas minhas da mesma idade ja tem filhos,não trabalham,são donas de casa felizes e realizadas,eu não aceitava isso de forma alguma!Me irritava pensar como que vc prefere cuidar de marido e filhos ao invés de estudar?Trabalhar?Ter um gato?Passei a aceitar que ninguém é igual a ninguém!Mas também sofro muito por escolher não me casar,não ter filhos(aliás quando digo isso,o mundo de muita gente cai),estudar,trabalhar,ter independência!!Fiquei pra titia kkkk eu sou feliz assim,as minhas amigas são felizes assim…a vida que segue…
    Texto muito bonito e muito necessário de se ler,a gente precisa desse sacode diário,bjjjs Edvânia<3

    (ps:Fiquei pra ''titia'',namoro a 7 anos e tenho 22 anos,faço faculdade de direito,trabalho no ramo,não pretendo me casar tão cedo e nem quero ter filhos,sou extremamente feliz com meus 5 cachorros,2 gatos e uma linda chinchila =D)

    • Obrigada por esse comentário lindo Deisy! 😀 Eu confesso que também preciso me policiar em relação a isso! A gente tem que aceitar as várias formas de felicidades das outras pessoas! E o fator “filho” hoje em dia está ficando realmente sério! Antes eu também não entendia porque alguém ou um casal não queria filhos, hoje eu entendo melhor. Eu particularmente quero, mas não agora (sinceramente, queria depois dos 30 anos), mas para muitas pessoas isso já é fator de “julgamentos”! Mas enfim, a vida segue e vamos tentando melhorar! Obrigada pelo carinho!!! Beijos!!!! ❤

  3. Adorei seu post! O que falou não se restringe somente aos dias de hoje, mas com as redes sociais isso tem passado um pouco dos limites. Vejo pessoas compartilhando coisas que, pelo bom senso, nem deveríam ter sido postadas. Não só perdem tempo e energia que poderíam ser usadas de outra maneira como ainda ajudam a perpertuar o sentimento de picuínha no estilo “Haters gonna hate”.
    Independente da época, o melhor mesmo é aprender a filtrar aquilo que lemos, ouvimos, vemos, falamos, compartilhamos, escrevemos…à partir daí fica mais fácil usar o controle remoto para mudar de canal, parar um vídeo no Youtube, ignorar postagens no Facebook e aceitar que o outro possa ser feliz de uma forma totalmente contrária à nossa com um sorriso no rosto. Por mais “Lovers gonna love” em nossos caminhos! ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s